• Fone: (28) 3521-3234 / 99946-4416 / 99985-3428

Informativos | Dicas e Novidades

Dicas de direção segura em estrada!

Começando por fazer “o antes” de sair para viajar.

Para evitar surpresas e diminuir riscos, alguns cuidados simples são fundamentais

– Calibrar todos os pneus, inclusive o estepe

– mesmo com boas condições de piso, o calor provocado pelo atrito, somado ao sobrepeso da bagagem, pode murchar os pneus.
Nos casos de viagem com o veículo carregado, a calibragem deve ser feita com a carga total indicada no manual do proprietário.

– Verificar se os itens de segurança (chave de rodas, macaco e triângulo) estão no veículo e com condições de uso.
Problemas com essas peças podem transformar um simples pneu furado em uma longa espera por ajuda.

– Checar o funcionamento de lâmpadas de sinalização dianteiras e traseiras é também uma boa medida para minimizar as chances de acidentes.

– Como o motor é muito demandado em uma longa viagem, deve-se conferir o radiador, para checar se o nível da água está de acordo com as recomendações do fabricante. Aquecimento de motor é uma ocorrência de grande probabilidade em viagens.

– Manter o carro balanceado e alinhado é fundamental para viajar com tranquilidade.
A suspensão também pode ser avaliada.
O carro em alta velocidade pode perder a estabilidade se não estiver em ordem.

– É muito importante também verificar o nível do óleo no motor.
Sob condições demandantes, como uma viagem, a falta de óleo pode provocar danos nos pistões.
Em condições extremas, o motor chega a fundir.

Economia X Mecânica

– É fundamental verificar pelo menos uma vez por ano os elementos essenciais, afinação do motor, troca de filtros (um filtro sujo diminui o rendimento do motor), etc.

– Se o motor tiver velas que já não funcionam bem, desregulagem no sistema de injeção de combustível ou mau funcionamento na exaustão de gases, você estará jogando fora 15% ou mais de seu combustível.

– Se os pneus estiverem abaixo de sua calibragem recomendada pelo fabricante, eles trarão mais resistência para rodar e você estará perdendo (alem dos pneus) 5% do combustível.

– Se as rodas estiverem fora de alinhamento, você estará perdendo (alem dos pneus) pelo menos 2% do combustível.

– O escapamento deve ser verificado a cada 20 mil quilômetros.
Os fixadores e abraçadeiras devem ser revisados periodicamente.

Lave a parte de baixo do carro somente com água e sabão neutro, para não ressecar as borrachas.

Como evitar embaçamento dos vidros

O embaçamento dos vidros ocorre devido à diferença entre as temperaturas externa e interna do veículo.

Para melhorar a visibilidade, feche todos os vidros, ligue o ar-condicionado e acione o desembaçador elétrico traseiro.

Nos modelos sem esses equipamentos, recomenda-se abrir um pouco os vidros e deixar o ar circular pelo carro.

Se não resolver, pare num posto e compre um líquido desembaçante.

Com um pano macio, aplique o produto dissolvido em água na parte interna e externa dos vidros.
Você perceberá que a visibilidade irá melhorar.

Enfrentando um temporal na estrada

Copas de árvores quando se agitam na estrada é sinal de ventos fortes.

Reduza a velocidade do carro e espere pelas surpresas.

Seu carro pode ser envolvido por uma tempestade, chuva de granizo ou vendaval.

Aos primeiros pingos fortes de água acenda os faróis e acione os limpadores de pára-brisa na máxima velocidade.

Se a tormenta se intensificar e a sua visão ficar comprometida, evite estacionar na estrada.

Procure um local seguro para parar. Os vendavais costumam jogar galhos na pista e provocar danos aos veículos.

Buracos camuflados pela chuva

Em dias de chuva, a água encobre os buracos, criando armadilhas para os motoristas.

No carro, quem sofre são as rodas e a suspensão.

A queda nas crateras pode amassar os aros, cortar os pneus, além de empenar as bandejas de suspensão.
O sistema de direção também pode ser atingido, desalinhando com o choque.

Para evitar maiores prejuízos, mantenha os pneus sempre calibrados e evite frear quando cair nessas crateras.

Quando o carro cai em um buraco com as rodas travadas o impacto da batida é bem maior, além de causar sérios danos ao veículo.